15 de jun. de 2019

O mensageiro é irrelevante, o que importa é a mensagem


As esperanças de sobrevivência do ex-juiz Sérgio Moro e da Operação Lava Jato se concentram nas tentativas de desacreditar o sério trabalho de Glenn Greenwald e da equipe do The Intercept.

A Globo, mais uma vez, assume a dianteira dessa ofensiva, abandonando qualquer investigação ou repercussão sobre o mérito, dedicando-se a pautar suposto crime de invasão hacker, com o objetivo de reforçar a tese de que evidências obtidas sem autorização judicial não têm valor probatório para condenar ou inocentar.

Mas a Globo não está sozinha nessa armação.

Infelizmente vozes tida como progressistas se somam à maracutaia, de forma consciente ou inconsciente.

Circula por aí uma teoria de que Glenn Greenwald seria instrumento dos EUA para desestabilizar a Lava Jato. Para uns, com o intuito de normalizar a situação política brasileira. Para outros, com a intenção de levar a uma reação militar que imponha de vez a hegemonia neoliberal e dos interesses imperialistas.

A versão mais venal dessa tese vem de um site chamado “Duplo Expresso”, conduzido por seres comprovadamente alucinados, que fazem de sua loucura atração para caçar cliques e audiência, em ataques cada vez mais insanos contra personagens da esquerda brasileira.

Mas há vasta gama de teóricos da conspiração abraçando essas especulações que, em última instância, só servem a quem deseja blindar Moro e seus cúmplices.

Não tem a menor importância saber qual a fonte do Intercept ou seus eventuais interesses em publicar informações que desmascarem a Lava Jato.

O mensageiro é irrelevante, o que importa é a mensagem: as provas do crime de conluio que revelam ser um crime contra a pátria e a democracia a empreitada conduzida pelo atual ministro da Justiça.

Breno Altman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.