16 de jun. de 2019

Fachin deve explicações sobre o caso TAG


O Supremo Tribunal Federal (STF) impediu a privatização de estatais, sem autorização do Congresso, mas permitiu a venda de subsidiárias sem licitação, comprovando a enorme dificuldade em cumprir sua missão de freio e contrapeso.

Um mero levantamento dos últimos episódios comprova a escandalosa articulação em torno da queima de ativos públicos






É evidente que a descoberta gigante muda completamente os cálculos sobre a Taxa Interna de Retorno da TAG. Se esses valores não foram incluídos no preço, Fachin e Paulo Guedes serão bons candidatos a futuras CPIs.

Enfim, são as últimas tacadas aproveitando a atual desordem institucional. Mas um dia o país volta nos eixos e toda nudez será castigada.

Luís Nassif
No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.