25 de jun. de 2019

Fachin contraria proposta de Gilmar Mendes de liberdade provisória a Lula


O ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), votou contra proposição de Gilmar Mendes de conceder liberdade provisória ao ex-presidente Lula enquanto são analisadas as decnúncias levantadas pelas reportagens do The Intercept Brasil.

“Não vejo, ao menos por ora, razões para alterar meu voto. Não se tem notícia de que o aludido material [mensagens] tenha sido submetido a escrutínio das autoridades”, afirmou o ministro em sua votação.

Fachin foi contrário, em dezembro, ao HC de Lula que pedia suspeição de Sérgio Moro. Esse pedido voltou nesta terça-feira (25) à Segunda Turma do STF com a devolução do processo por parte de Gilmar, que pediu vistas.

Ainda faltam 3 ministros votarem, o placar está empatado em 1×1. A proposta que de Gilmar que está sendo votada pelos ministros é que Lula seja solto até que o pedido de habeas corpus seja totalmente analisado pela Segunda Turma.

Mais cedo, a Segunda Turma rejeitou por maioria um primeiro habeas corpus apresentado pela defesa de Lula. Este primeiro questionava uma decisão monocrática do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Félix Fischer, que negou liberdade ao petista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.