22 de mai. de 2019

Bolsonaro some com o tratamento gratuito de HIV/Aids

Serra tentou se apropriar dele


Deu na colona "Painel", na Fel-lha, que trata o Serra como se fosse Winston Churchill:

Desce - Reconhecido mundialmente, o programa brasileiro de tratamento de HIV/Aids foi rebaixado no Ministério da Saúde. O antigo departamento que era dedicado à doença, outras enfermidades sexualmente transmissíveis e hepatites foi reestruturado.

Desce 2 - O setor de combate à Aids foi reduzido a uma coordenação, dividindo espaço com doenças cujo enfrentamento é diferente, como tuberculose e hanseníase.

Palavra proibida - O novo departamento evitou menção ao nome HIV/Aids e foi batizado de “doenças de condições crônicas e infecções sexualmente transmissíveis”.
O programa de distribuição gratuita de remédios para combater - e curar - o HIV/Aids é magnífica obra do Governo Sarney.

No auge da crise mundial da Aids, o programa brasileiro foi uma inovação, copiada por toda parte.

Quando Ministro da Saúde no Governo (sic) FHC - era uma plataforma para ser Presidente, com a ajuda de um Serviço de "Inteligência" do inesquecível delegado Itagiba - o Careca, o maior dos ladrões, tentou se apropriar do programa do Sarney, como se fosse o autor.

Blogueiros - que ele, Serra, chama de "sujos" - denunciaram a fraude e ele retirou do currículo de "candidato".

(Como se sabe, ele foi duas vezes derrotado fragorosamente - pelo Lula e a Dilma.)

Bolsonaro faz pior que o Serra: vai acabar com o programa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.