9 de abr de 2019

O aparelho repressivo do Estado brasileiro

O aparelho repressivo do Estado brasileiro sempre foi generoso ao distribuir violência contra os mais pobres. E sempre teve no racismo um elemento central de sua lógica de funcionamento.

A presença de governos de centro-esquerda não mudou esta situação. Na verdade, os governos de centro-esquerda nunca deram a prioridade necessária ao combate a ela.

Mas a sensação é que o avanço da extrema-direita - no discurso público, nas instituições, no governo - tem levado a um agravamento do problema. Imagino que já haja gente estudando essa relação.

Os militares que fuzilaram a família no Rio de Janeiro, assassinando o músico Evaldo dos Santos Rosa, foram presos. É difícil acreditar que seja mais do que um gesto pontual, destinado a aplacar momentaneamente a opinião pública.
Enquanto isso, Doria se apressa para condecorar os policiais que mataram onze "bandidos" no interior de São Paulo - às pressas, para aproveitar o caso no calor da hora, sem esperar sequer uma apuração das circunstâncias. Enquanto prevalecer a mentalidade que a função do Estado é matar uma parte da população, não há avanço possível.

Luis Felipe Miguel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.