18 de mar de 2019

7 em cada 10 mães paulistanas cuidam sozinhas ou quase sozinhas dos filhos

Estudo mostra que houve aumento no total de mulheres que não dividem o cuidado dos filhos e recuo entre as que dizem ficar mais tempo com eles do que outra pessoa

Damares Duarte foi mãe aos 18 anos e cuidou sozinha da filha
Arquivo pessoal
Damares Duarte tinha apenas 18 anos quando descobriu que seria mãe. Na época, a jovem precisou se virar sozinha para cuidar da criança. “Não foi fácil. Eu sustentei a minha filha sem a ajuda de ninguém por muito tempo. Hoje ela tem 20 anos e é uma mulher forte, estudiosa e trabalhadora”, conta a moradora do Conjunto Residencial Padre Manuel da Nóbrega, na zona leste de São Paulo.

Assim como a manicure, 69% das mulheres paulistanas cuidam sozinhas ou quase sozinhas dos filhos em São Paulo, como mostra a pesquisa “Viver em São Paulo: Mulher e a Cidade”, divulgada na última terça-feira (12).

Das 416 entrevistadas, 70% afirmaram ter filhos, sendo que 36% delas ficam mais com a criança do que outras pessoas, e 33% não dividem o cuidado com ninguém.


Em outras palavras, aumentou o número de mães que cuidavam sozinhas dos seus filhos e diminuiu o total daqueles que dividem o cuidado com outras pessoas.

A autônoma Andréa Silva, 28, contou com a ajuda dos avós da criança para encarar a maternidade.
“Como eu estava desempregada e não conseguia um emprego fixo, dependia da ajuda dos meus pais. Acabou que o meu pai pegou um amor tão grande pelo neto que quis assumir como um filho”
Andréa Silva, autônoma
Damares Duarte tinha apenas 18 anos quando descobriu que seria mãe. Na época, a jovem precisou se virar sozinha para cuidar da criança. “Não foi fácil. Eu sustentei a minha filha sem a ajuda de ninguém por muito tempo. Hoje ela tem 20 anos e é uma mulher forte, estudiosa e trabalhadora”, conta a moradora do Conjunto Residencial Padre Manuel da Nóbrega, na zona leste de São Paulo.

Assim como a manicure, 69% das mulheres paulistanas cuidam sozinhas ou quase sozinhas dos filhos em São Paulo, como mostra a pesquisa “Viver em São Paulo: Mulher e a Cidade”, divulgada na última terça-feira (12).

Das 416 entrevistadas, 70% afirmaram ter filhos, sendo que 36% delas ficam mais com a criança do que outras pessoas, e 33% não dividem o cuidado com ninguém.


Em outras palavras, aumentou o número de mães que cuidavam sozinhas dos seus filhos e diminuiu o total daqueles que dividem o cuidado com outras pessoas.

A autônoma Andréa Silva, 28, contou com a ajuda dos avós da criança para encarar a maternidade.
“Como eu estava desempregada e não conseguia um emprego fixo, dependia da ajuda dos meus pais. Acabou que o meu pai pegou um amor tão grande pelo neto que quis assumir como um filho”
Andréa Silva, autônoma

Larissa Darc
No 32X SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.