27 de fev de 2019

Sobre Bernie Sanders

Senador, talvez o principal líder da “nova esquerda” estadunidense, no passado votou favoravelmente à guerra contra o Iraque (2003) e sempre teve vínculos com as alas mais moderadas do sionismo


O parlamentar democrata, por Twitter, demarcou posição contra o governo Maduro, colocando-se ao lado de Juan Guaidó e seus aliados na disputa sobre a chamada “ajuda humanitária”.

Foi prontamente criticado por vários intelectuais e artistas, entre esses Roger Waters.

Não é de se surpreender. Sanders, talvez o principal líder da “nova esquerda” estado-unidense, no passado teve dubiedades em relação à guerra contra o Iraque (2003) e sempre teve vínculos com as alas mais moderadas do sionismo.

Assim como a maior parte da social-democracia europeia, Sanders não é anti-imperialista.

Lembremos que a social-democracia do velho continente, com raras exceções, jamais apoiou as guerras de libertação nacional na Ásia, África ou América Latina.

Os socialistas franceses, por exemplo, apoiaram a burguesia colonialista de seu país no combate contra os movimentos revolucionários do Vietnã e da Argélia.

Sanders representa essa vertente: reformadora, opositora do capital financeiro dentro dos limites do sistema, crítica ao uso da força militar, mas de forma alguma disposta a um compromisso antagônico ao imperialismo.

Claro que Sanders é melhor que Trump e aparentemente que os demais pré-candidatos do Partido Democrata. Trata-se de uma alternativa que força as fronteiras do sistema bipartidário e introduz uma agenda que inclui a ampliação dos direitos da classe trabalhadora.

Mas para por aí. Certamente é um aliado da esquerda anti-imperialista, mas não a representa, sob qualquer hipótese.

Sempre devemos levar em conta que o compromisso contra o imperialismo é a grande linha de corte no movimento operário e socialista dos países da periferia capitalista.

Breno Altman
No Desacato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.