10 de fev de 2019

O Brasil está desgovernado. Vamos assistir calados?

Toffoli é lerdo e rápido. Depende do patrono


O Conversa Afiada reproduz artigo sereno (sempre!) de seu colUnista exclusivo Joaquim Xavier:

Os fatos, sempre os fatos.

Um ex-capitão, praticamente guilhotinado pela Justiça Militar, é formalmente o presidente do Brasil. Mas está fora de combate. Mal consegue comer, é vítima de infecções e nem sequer tem tempo ou capacidade para disparar twitters que marcam sua vida política.

O vice, Hamilton Mourão, um general de trajetória tingida por saudades da ditadura militar, confessa que não consegue conversar com seu “chefe”. Enquanto isso, vai falando o que lhe dá na telha. Então é repreendido por aspones de Donald Trump e pelos membros da famiglia que “ganhou” as eleições de modo fraudulento.

Correndo por fora, o investigado Paulo Guedes tenta enfiar goela abaixo do país a liquidação da aposentadoria, a eliminação da CLT para os jovens que ingressarem no mercado de trabalho e promover a festa dos banqueiros com o truque de capitalização da previdência.

Ah, neste cenário não poderia faltar Sérgio Criminoso Moro. Lançou um pacote que mesmo juristas como Miguel Reale Júnior, um dos arautos do golpe de 2016, considera imprestável.

Tem o Congresso. As eleições para a presidência da Câmara e do Senado mostraram a que vieram. Rodrigo Maia, na Câmara, joga qualquer jogo. Pior: com o apoio do PCdoB e de gente do PT. No Senado, um parlamentar com dificuldades até de utilizar a língua portuguesa, assume a presidência do Congresso Nacional.

Bem, mas existe o Supremo Tribunal Federal. Melhor não existisse! O presidente atual, José Brilhantina Toffoli, não passa de um títere de Gilmar Mendes. Sua atuação no momento da morte do irmão do ex-presidente Lula é suficiente para ilustrar sua covardia e subserviência.

Engraçado, para quem acha graça nisso: se demorou horas para decidir se o ex-presidente poderia comparecer ao enterro do irmão, Tofolli não gastou mais do que alguns minutos para impedir as investigações sobre o patrimônio de Gilmar Mendes, seu guru.

Você aguenta isso?

Joaquim Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.