5 de fev. de 2019

Mulher usada como candidata laranja por ministro do Turismo relata ameaça e pede asilo a Portugal

“Não viria pra cá (Portugal) assim rapidamente se não fosse para poupar a nossa vida”, disse professora aposentada que afirma estar sendo ameaçada por dois assessores de Marcelo Álvaro

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio 
Foto: Gustavo Messina/MTur
Coluna da jornalista Mônica Bergamo, na edição desta terça-feira (5) da Folha de S.Paulo, informa que uma das mulheres que foi usada como candidata laranja pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL/MG), para receber verbas públicas foi ameaçada por assessores e pediu asilo político em Portugal.

Segundo a reportagem, a professora aposentada Cleuzenir Barbosa disse ter sido ameaçada por dois assessores do ministro do Turismo e pediu asilo político para o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) de Portugal.

“Não viria pra cá [Portugal] assim rapidamente se não fosse para poupar a nossa vida”, disse Cleuzenir que, em dezembro, afirmou ao Ministério Público que foi coagida por dois assessores do atual ministro a devolver R$ 50 mil dos R$ 60 mil de verba pública de campanha que havia recebido do PSL.

O ministro disse, via assessoria, que jamais fez ou autorizou alguém a fazer pressão contra candidatos.

No Forum

Leia também: Turismo: Folha denuncia nova corrupção bolsonária!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.