16 de fev de 2019

Mino Carta: "Bolsonaro sabe que o Sínodo é chance de criticar as políticas erradas do Brasil"




Em sua coluna semanal em vídeo, o diretor de redação, Mino Carta, apresenta a capa da semana, que destaca o Papa Francisco como "comunista". Ele explica o por quê:

"O Papa merece a capa porque, segundo o General Heleno e o governo Bolsonaro em geral, ele é um inimigo, já que convoca um sínodo que vai reunir 250 bispos e oficialmente já foi inaugurado mas só se dará em outubro próximo, sobre a Amazônia, seus povos e seus problemas. Evidentemente, em defesa dos pobres e do ambiente."

"Eu acho que a questão do sínodo tem uma complexidade. No fundo, no fundo, eles sabem que é uma oportunidade de baixar a lenha no Brasil, nas suas políticas erradas, selvagens, no seu atraso bestial, enfim", completa Mino, que diz ser admirador do Papa Francisco, "o único estadista no mundo atualmente", segundo ele.

"Eles acham que ele é comunista, que ele é um Papa vermelho. Aliás, fica bem essa definição: Papa vermelho. Gosto", completa.

Além disso, Mino e o diretor executivo Sergio Lirio, que participa da conversa, também comentam sobre a possível influência dos Estados Unidos na América do Sul. "Confirma-se uma sina diabólica que nos aflige há tanto tempo...", encerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.