12 de fev de 2019

Ministro condenado é ainda ignorante

“Que diferença faz quem é Chico Mendes?”, diz Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente


Na segunda-feira (11), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi entrevistado no programa Roda Viva, da TV Cultura. Questionado pelos jornalistas, confessou não conhecer a Amazônia e a história do líder seringueiro Chico Mendes – referência mundial na defesa ambiental.

Em determinado momento, o apresentador, Ricardo Lessa, perguntou a opinião de Salles sobre Mendes. “Eu não conheço o Chico Mendes, escuto histórias de todos os lados. Dos ambientalistas mais ligados à esquerda, que o enaltecem. E das pessoas do agro que dizem que ele não era isso que contam. Dizem que usava os seringueiros pra se beneficiar”, respondeu. O ministro, então, completou: “O que importa quem é Chico Mendes agora?”.

Por conta da declaração, a hashtag com o nome do ativista começou a ganhar destaque nas redes sociais. “Chico Mendes é tão relevante, senhor ministro, que mesmo anos depois de morto tá fazendo gente como você passar vergonha em rede nacional”, respondeu a usuária Ana Lia.






Salles também defendeu uma flexibilização dos licenciamentos ambientais e a habilidade de empresas se auto-licenciarem para atuar em áreas de preservação ambiental. Confrontado pelos entrevistadores com o fato de que as tragédias de Mariana e Brumadinho (MG) aconteceram após licenciamentos relâmpago, Salles respondeu que o tamanho do Estado prejudicou o processo de fiscalização e licenciamento, causando uma “perda de foco”. “Se fosse verdade que esse sistema burocrático funcionasse não teríamos presenciado, nesse sistema, essas tragédias”, disse.

Pressionado a oferecer respostas em respeito às vítimas de Mariana e Brumadinho, Salles afirmou que a resposta está sendo dada através da presença de autoridades nos locais das tragédias.

“O respeito às vítimas é essa resposta rápida, objetiva, a presença do governo em peso. Três ministros estiveram lá [em Brumadinho] no primeiro dia. O próprio presidente foi ao local”, disse, sem apresentar atitudes concretas para punir a empresa, indenizar as vítimas e evitar novos acidentes.

No Sul21

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.