25 de fev. de 2019

Guaidó pede invasão estrangeira na Venezuela. Maduro agradece


Vejam em que sinuca nos metemos com a ânsia de fazer politicagem com diplomacia.

Juan Guaidó, o tal autoproclamado “presidente encarregado” da Venezuela, hoje, indagado pela Folha, se estava defendendo uma possível intervenção militar estrangeira em seu país,  respondeu: “eu quis dizer exatamente isso, que devemos considerar todas as opções. A Constituição venezuelana dá à Assembleia Nacional o direito de solicitar apoio desse tipo”.

Opa!

Não há na história do mundo constituição que dê a alguém o direito de pedir intervenção de exército estrangeiro num país, salvo se ele estiver sendo invadido por tropas de outro ou outros países.

Se essa é a proposta do Sr. Guaidó, recomenda-se ao General Mourão que, simplesmente, ignore qualquer possibilidade de diálogo com ele.

Porque a nossa Constituição é clara.

De cara, no artigo 4°, diz que “a República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios: (…)  III –  autodeterminação dos povos; IV –  não-intervenção; V –  igualdade entre os Estados; VI –  defesa da paz; VII –  solução pacífica dos conflitos”

So o fato de aceitar discutir uma “solução” intervencionista, bélica, já é contrária à nossa Carta Magna.

Politicamente, Guaidó acabou dando razão a Nicolás Maduro, que denuncia um plano de invasão militar da Venezuela.

Ele assume expressamente o desejo de que ela ocorra.

O General Hamilton Mourão, enviado à Colombia para discutir a crise, fará muito bem em deixar as tratativas se isso for proposto, e nisso terá todo o apoio da ala militar do governo.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.