15 de fev de 2019

Chefão do PSL, Bivar contratou empresa do filho para a campanha


O presidente nacional do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE) utilizou R$ 250 mil do fundo eleitoral para contratar a empresa Nox Entretenimentos, pertencente Cristiano de Petribu Bivar, um de seus filhos, durante a campanha eleitoral do ano passado. O gasto com a Nox foi o segundo maior da campanha de Bivar nas eleições de 2018.

De acordo com o blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo, a contratação da empresa, que está sedada em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, já é alvo da Procuradoria Eleitoral de Pernambuco. Na prestação de contas da campanha, o procurador Francisco Machado Teixeira aprovou as contas com ressalvas e destacou a necessidade de uma investigação para apurar o possível desvio de finalidade com a contratação.

"Foram realizadas despesas com fornecedores de campanha que possuem relação de parentesco com o prestador de contas, o que pode indicar desvio de finalidade. O Ministério Público Eleitoral informa que extrairá cópia dos autos para investigação dos fatos", ressaltou a Procuradoria.

A suspeita de irregularidades na contratação da empresa do filho do deputado joga mais lenha na fogueira da crise política do governo Jair Bolsonaro, que vem sendo alvo de denúncias pelo suposto uso de recursos do fundo eleitoral público para montar uma série de candidaturas laranjas em Pernambuco e Minas Gerais.

Na época da contratação, o responsável pela distribuição dos fundos eleitorais era o netão presidente do partido e atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Durante o período eleitoral, a Nox teria sido contratada para produzir vídeos para a campanha de Bivar. Ainda segundo a reportagem, o telefone da empresa que consta na Receita Federal é o mesmo do escritório recifense de advocacia Rueda e Rueda, que tem como um dos sócios o advogado Antonio Rueda, que exerceu a presidência do PSL estadual no período eleitoral. O filho do parlamentar também é sócio da Mitra Participações, que aluga salas para o diretório do PSL na capital pernambucana.

Por meio de nota, Luciano Bivar alegou que a contratação da Bivar afirmou, via assessoria, que a contratação da Nox se "deveu ao fato de ela ter oferecido o menor preço para produzir os vídeos da campanha" e que está "tudo perfeitamente legalizado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.