20 de jan de 2019

Moro, quem do COAF vaza para a Globo?

Todo cidadão brasileiro é refém do COAF!


No dia 2/I/2019 o presidente Bolsonaro transferiu o COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) da pasta da Fazenda, do Primata do tal neolibelismo para o Presidente da Justissa, o Minixtro Sergio Fernando Moro, o Imparcial de Curitiba.

O responsável pelo COAF é Roberto Leonel Lima, que trabalhou com Moro na Lava Jato, o que significa, que ajudou a desestruturar o PT, derrubar a Dilma, prender o Lula, desmoralizar os partidos políticos, desempregar mais de um milhão de trabalhadores - e eleger o Bolsonaro, que levou Moro para o Ministério!

Grande obra!

Naquela altura, a Cruzada de Moro era santa: libertar Jerusalém (o poder) dos Infiéis (os trabalhistas).

E, portanto, os fins justificavam os meios.

Por isso, Moro se vangloria de ter sido um vazador contumaz, para realizar a Santa Cruzada!

Valia vazar tudo.

Vazar para a Globo até uma conversa privativa de uma presidenta com um ex-presidente, o que, nos Estados Unidos, equivaleria a mandar para a cadeira elétrica um juizeco de primeira instância que entregasse à Fox o grampo de uma conversa do Trump com o Obama!

Agora, é um pouquinho diferente.

Bolsonaro é poder.

E o filhinho senador está preso nas algemas da Globo Overseas (empresa que tem sede na Holanda para lavar dinheiro e subornar agentes da FIFA com objetivo de ter a exclusividade para transmitir os jogos da seleção).

A Globo declarou guerra a Bolsonaro!

E a munição da Globo é precisamente o material sigiloso (quá, quá, quá,) do COAF do Dr Lima, e, portanto do Minixtro Moro.

Vazar documento sigiloso é crime.

Só não era quando era para derrotar o PT.

Mas, o PT já foi derrotado.

Vazar agora só pode ser para derrubar o Bolsonaro.

Quem vaza, Dr Moro?

É o Dr Lima?

É o senhor, vazador contumaz e auto-proclamado.

É alguém da sua confiança?

Da confiança do Dr Lima?

A resposta a essas perguntas está acima da sobrevivência do Governo Bolsonaro.

Isso é o de menos.

O general Mourao não nos faltará.

O problema é saber se todo cidadão brasileiro é refém do COAF!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.