15 de jan de 2019

Minólogo


Em seu primeiro comentário de 2019, o diretor de redação de CartaCapital, Mino Carta, apresenta aos leitores a capa da semana, que traz um resumo da confusão dos primeiros dias do Governo Bolsonaro. No entanto, o jornalista confessa que outras dúvidas o assolam, como os comentários controversos da ministra Damares e do filósofo Olavo de Carvalho. 

"As minhas dúvidas começam a ser levantadas pela ministra Damares, que lamenta que as teorias evolucionistas tenham entrado no currículo escolar. Ela evidentemente defende a ideia salutar - volto a afirmar: SALUTAR - de que devemos que crer que Deus criou o Universo em seis dias e descansou no domingo", opina, ironicamente. 

 "Além disso, há outro aspecto nesta questão: Caim era um criminoso. Matou o irmão! Isso então me conduz a conclusão inescapável de que nós descendemos de um criminoso. A humanidade começa por um criminoso! É ou não é?", questiona. 

"Olavo de Carvalho, que é o pensador que, em boa parte, está por trás da tomada de poder pelo ex-capitão Jair Bolsonaro, afirma que Einstein revolucionou a Física apenas para provar algo que não existe! Ou para provar algo que, pelo menos, carece de provas. Ou seja, o sistema heliocêntrico, pelo qual o mundo descreve uma elipse em torno do Sol. O mundo, que é uma esfera." 

 "Olavo, este notável pensador brasileiro, acha que a terra é plana. E essa é outra questão que levanta em mim outra dúvida: o que pensa a respeito o nosso ministro da Ciência e Tecnologia, que é também astronauta, Marcos Pontes? O que ele pensa disso? Como conciliar a extraordinária aventura que ele já viveu e singrar o espaço sideral com a afirmação de Olavo de Carvalho?", encerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.