15 de jan de 2019

Juca Kfouri denuncia ao Ministério Público autor de ameaças em blog

Homem que fala em "encher de porrada" o jornalista e cita "helicópteros dos tempos áureos da ditadura" terá de se explicar. “Não se pode fazer tudo o que se deseja nas mídias sociais", diz procurador

Juca Kfouri diz que o autor de ameaças mora em Curitiba e é corretor de imóveis da Executivo Imobiliário
O jornalista Juca Kfouri entrou nesta segunda-feira (14) com representação no Ministério Público de São Paulo contra o corretor de imóveis José Emílio Joly Junior. Kfouri notificou o procurador de Justiça Paulo Marco Ferreira Lima, chefe do Núcleo de Combate a Crimes Cibernéticos do MP, ameaças e comentários feitos por Joly Junior em seu blog, no portal UOL.

Nos comentários (reproduzidos abaixo), Joly Junior faz ameaças do tipo "Juca nalha. Um dia vou cruzar na sua frente e te encher de porrada na cara! Velho gaga. Pederasta inútil. Pedófilo (...) Se cuida palhaço!" 

O corretor, que atua em Curitiba, afirma ser ex-militar, apoiador de Jair Bolsonaro e faz menção a "famosos helicópteros dos tempos áureos da ditadura". Segundo o jornalista, o "valentão" autor das ameaças e comentários ofensivos usava o apelido de "JConselheiro" e o e-mail da mulher dele.

"Aprendi que cão que ladra não morde", disse Juca Kfouri à RBA, lembrando que convive com ameaças desde os tempos de diretor de Redação de Placar, no início dos anos 1980, quando a revista, especializada em esportes, com ênfase em futebol, denunciou a máfia da loteria esportiva. "Ameaça é o que não falta. Mas o que me indignou nesse caso foi a referência aos helicópteros. Ter medo faz parte, o que não pode é deixar de enfrentar o medo."


O jornalista assinala, em seu blog: "Joly Júnior terá de explicar não só suas covardes ameaças como, principalmente, o que sabe sobre helicópteros que jogavam pessoas no mar durante a ditadura. Como alguém que diz ter sido do Pelotão de Operações Especiais do Exército Brasileiro, ele terá participado de alguma dessas operações?".

Antes de acionar o MP Kfouri denunciou o corretor de Curitiba em delegacia especializada. "Informado que suas ameaças foram denunciadas à Delegacia de Crimes Informáticos, desapareceu, como todo valentão."

O procurador Ferreira Lima diz, segundo Kfouri, que é preciso que "as pessoas entendam que não se pode fazer tudo o que se deseja" nas mídias sociais. "Você pode me criticar e discordar do meu trabalho, mas isso é muito diferente de me ameaçar e me insultar perante várias outras pessoas."

O corretor chegou a pedir desculpas. "O blog recebeu um frágil pedido de desculpas do autor das ameaças e da revelação, evidentemente insuficientes para que as investigações não sejam levadas adiante", afirmou Kfouri.

No RBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.