25 de jan de 2019

Exílio de Jean Wyllys danifica imagem do Brasil no exterior

https://www.blogdokennedy.com.br/exilio-de-jean-wyllys-danifica-imagem-do-brasil-no-exterior/
O autoexílio de Jean Wyllys, que desistiu de assumir o mandato de deputado federal para o qual foi reeleito pelo PSOL do Rio de Janeiro, traz prejuízo à imagem internacional do Brasil. É um caso típico de ditaduras ou de regimes em que imperam o fanatismo político ou religioso.

Jean Wyllys tomou a decisão de deixar o país e largar o mandato de deputado federal devido às constantes ameaças de morte que vinha recebendo. Durante a ditadura de 1964, muitos políticos e artistas optaram pelo autoexílio para preservar suas vidas e voltar depois para lutar pela democracia. Fizeram bem.

A decisão de Jean Wyllys, parlamentar com carreira na defesa das bandeiras LGBT, merece respeito e compreensão. Ele sofreu com fake news e ataques homofóbicos. Homofobia mata no Brasil. Há um ameaça as minorias no país.

Hoje é um dia triste para a democracia brasileira.

Inacreditável

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro escreveu no Twittter, sua rede social preferida: “Grande dia!”.

Apesar de ter sido interpretada como uma comemoração do presidente a respeito da decisão de Jean Wyllys, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho de Jair Bolsonaro, afirmou que a mensagem não tinha nada a ver com o caso do deputado federal. Segundo o filho do presidente, a postagem se referia à viagem presidencial a Davos.

O próprio filho de Bolsonaro escreveu no Twitter: “Vá com Deus e seja feliz!”.

O presidente da República deveria se comportar com mais respeito ao cargo quando usa o Twitter. Imitar Donald Trump não é um bom caminho. A mesma recomendação vale para um vereador. Quem ocupa função pública deveria ter comportamento mais responsável e maduro.

Precisa falar

O ministro da Justiça, Sergio Moro, e a Polícia Federal precisam se manifestar e dar respostas concretas a respeito das ameaças relatadas por Jean Wyllys. Esse caso é um alerta que não pode ser subestimado pelas autoridades. O assassinato de Marielle Franco, também do PSOL do Rio, continua sem solução até hoje.

Retrocesso federal

A mudança na Lei de Acesso à Informação, que aumenta o número de autoridades que podem manter documentos em sigilo por 25 anos (ultrassecreto), é um retrocesso institucional patrocinado pelo governo Bolsonaro. A alteração legal foi assinada hoje pelo vice-presidente, Hamilton Mourão.



Sou um ingênuo. Digo para mim mesmo que nada mais vai me chocar, que já vi de tudo, mas me choco mesmo assim.

Dá uma sensação muito ruim ler a notícia de que Jean Wyllys está deixando o Brasil. É mais um soco no estômago, mais uma mostra de como estamos involuindo. Aqui e em muitos outros espaços, eu tanto elogiei a coragem e a firmeza de Wyllys quanto critiquei algumas de suas posições, sobretudo em relação ao Estado de Israel. Mas não tenho dúvida de que o Congresso e o país ficam mais pobres com sua ausência.

Mas o mais chocante, quase inacreditável, é ver um sujeito que ostenta o título de presidente da República comemorando, em sua conta no twitter, o exílio de um deputado que não se sente seguro no próprio país.

Bolsonaro é o desprezo à democracia, a truculência, o despreparo, a ignorância. Pior: é o orgulho militante disto tudo. Parabéns aos quase 58 milhões de cúmplices, em especial àqueles que estão neste momento comemorando ao lado do "mito", felizes de ver que as trevas avançam e sem sequer entender que elas também vão engolfar suas vidinhas melancólicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.