2 de dez de 2018

Um delírio de sexopata

O encontro de procuradores de extrema-direita, que aconteceu anteontem aqui em Brasília, foi um circo de horrores, como previsto.

O que mais me chamou a atenção foi a proposta de Guilherme Schelb, aquele fundamentalista que chegou a ser cotado para o MEC: obrigar as professoras a usar jalecos, para esconder os seios e não distrair os meninos.

Uma burca não seria mais efetiva? E por que só os meninos? O kit gay do PT não estaria fazendo as meninas se interessarem também?

Parece só um delírio de sexopata e uma ofensa às professoras (e aos estudantes), mas é mais grave do que isso. Tem uma ideologia de gênero embutida na ideia. O menino que precisa ser poupado do decote da professora para não se distrair cresce e se torna o adulto que julga que pode estuprar se a vítima está usando “roupas provocantes”.

Discussão sobre gênero e educação sexual nas escolas combatem também a cultura do estupro. Mas o projeto do Escola Sem Partido (sic), que tem em Schelb um destacado arauto, não é combatê-la: é perpetuá-la.

Luis Felipe Miguel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.