19 de dez de 2018

Raquel Dodge denuncia Temer ao STF por corrupção e lavagem de dinheiro

A acusação criminal relacionada à atuação do emedebista no decreto dos portos foi apresentada no último dia antes do recesso do Judiciário


Raquel Dodge, procuradora-geral da República, denunciou, Michel Temer (MDB), nesta quarta-feira (19), no inquérito dos portos. A acusação criminal foi apresentada no último dia antes do recesso do Judiciário, de acordo com informações de Mariana Oliveira, no G1.

A Polícia Federal (PF) havia informado ao Supremo Tribunal Federal (STF), em outubro, que encontrou indícios de que o emedebista e mais dez pessoas integraram um suposto esquema para favorecer empresas específicas na edição de um decreto sobre o setor portuário.

Depois da divulgação do pedido de Dodge, Temer divulgou uma nota, dizendo que “provará, nos autos judiciais, que não houve nenhuma irregularidade no decreto dos portos, nem benefício ilícito a nenhuma empresa”.

Na denúncia, Dodge pede que Temer seja condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A procuradora denunciou mais cinco pessoas por corrupção ativa e passiva e lavagem. Entre elas, o ex-assessor especial da Presidência, Rodrigo Rocha Loures, e o amigo de Temer, o coronel aposentado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho.

Indenização

A PGR quer que todos sejam condenados a pagar uma indenização de R$ 32.615.008,47, soma dos valores desviados.

A acusação formal foi apresentada a 12 dias do fim do mandato de Temer. Portanto, não haverá tempo para o Congresso decidir se a denúncia pode ou não ser analisada, como prevê a Constituição.

Por isso, Dodge quer que, a partir de 1º de janeiro, a denúncia seja enviada à Justiça Federal de Brasília, a quem caberá decidir se eles viram ou não réus.

No Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.