16 de dez de 2018

Ministério Público denuncia youtuber evangélico que se elegeu com fake news sobre Bíblia de Haddad

André Fernandes e Jair Bolsonaro
O Ministério Público Eleitoral do Ceará entrou com uma ação pedindo a inelegibilidade do youtuber e deputado estadual eleito André Fernandes, do PSL, por abuso de poder religioso.

Aos 20 anos, evangélico, ele foi o parlamentar com maior número de votos no estado e o mais jovem do país nas eleições deste ano.

O procurador Anastácio Tahim Júnior acusa Fernandes de ter sido beneficiado com “publicidade extraoficial” em eventos religiosos no interior do Ceará.

André foi, “exaltado no contexto de diversos cultos religiosos, perante milhares de fiéis presentes no local, que lhe proporcionaram experimentar invejável e ilegítimo favorecimento em evidente quebra de paridade de armas”, sustenta a peça.

A Procuradoria Regional Eleitoral baseou a ação em informações colhidas durante monitoramento das redes sociais de vários candidatos.

Fernandes se promoveu com fieis em cidades como Iguatu, Maracanaú e Solonópole.

Ele foi apoiado por Jair Bolsonaro e gravou vídeos batendo, como seria de se esperar, no PT.

Num deles, inventou que encontrou no chão da Praça do Ferreira, em Fortaleza, uma Bíblia dada de presente a Fernando Haddad, que estava em campanha no Nordeste.

“Estranhamente, essa Bíblia foi furtada de uma sacola que estava no palco e apareceu num vídeo de um deputado do PSL, que me acusou de ter jogado fora”, afirmou Haddad.



Kiko Nogueira
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.