3 de dez de 2018

Bolsonaro levanta taça de 18 quilos com a bolsa de colostomia que o impediu de ir aos debates


O presidente eleito Jair Bolsonaro só vai tirar a bolsa de colostomia que usa desde o atentado que sofreu em Juiz de Fora no mês de janeiro.

A decisão foi tomada pelos médicos depois do exame mais recente.

Eles alegaram que Bolsonaro “encontra-se bem clinicamente e mantém ótima evolução, porém os exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais”.

A bolsa de colostomia foi um dos motivos pelos quais o candidato do PSL deixou de participar de todos os debates, inclusive os mais recentes, na campanha do segundo turno, diante do petista Fernando Haddad.

Quando anunciou que Bolsonaro não participaria dos debates, o presidente do PSL, Gustavo Bebbiano, disse que “ele continua com a colostomia do lado direito do seu abdômen. Quando é feita do seu lado esquerdo, o paciente tem um controle do seu fluxo digestivo, ao passo que do lado direito, não. Como não há esse controle aquela bolsinha pode se encher rapidamente, pode haver um acidente. Pode estourar, como já aconteceu, então, apesar da melhora que ele vem tendo o seu estado é de desconforto”.

Nas entrevistas televisivas roteirizadas que deu, as respostas de Bolsonaro eram subitamente interrompidas para que um profissional checasse suas condições de saúde — tudo muito bem coreografado.

Porém, telespectadores que acompanharam a presença do presidente eleito na partida final do Palmeiras no Campeonato Brasileiro não notaram qualquer constrangimento físico de Bolsonaro.

Ele caminhou livremente nos bastidores, cumprimentou os presentes, festejou com os vencedores e até levantou a taça do título nacional, adotada em 2014, que segundo a CBF pesa 18 quilos — foi patrocinada pela Chevrolet e hoje leva o nome da rede de supermercados Assaí.

Não por acaso, internautas reagiram às imagens. Um deles lembrou que os debates com Haddad no segundo turno seriam em ambiente absolutamente controlado, com ar condicionado, cadeiras e poltronas — diferentemente do que se viu ontem.

No twitter, Rogério Tomaz Jr. escreveu: “35 dias atrás ele não tinha condições de participar de um debate na televisão. Hoje está saltitante entregando TAÇA pro Palmeiras, time de imigrantes, categoria que ele chama de ESCÓRIA DO MUNDO”.

No Viomundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.