4 de dez de 2018

Atenção para o refrão


A insistência com o tema do “atentado” contra Bolsonaro no ato de posse teve início com o general Heleno que, por duas vezes, tocou no assunto. Agora, o atual ministro do GSI, general Sérgio Etchegoyen, soma-se ao coro daqueles que vêem ameaças contra a vida do presidente eleito. Um dia após a volta olímpica de Bolsonaro no estádio Palmeiras, Etchegoyen recomendou cautela para o desfile em carro aberto no dia 1º de janeiro.

Segundo a mídia, o general Etchegoyen afirmou que Bolsonaro, sofreu novas ameaças, sem dar detalhes. Em entrevista, o ministro do GSI disse que o presidente eleito vem sofrendo “agressões constantes” – “basta ver nas mídias sociais”, destacou. A novidade na fala do Etchegoyen é a inclusão do vice-presidente (general Mourão) no tema, a quem, segundo ele, também devem ser dadas garantias para “as melhores condições de governo”.

Na última quarta-feira (28), o vereador Carlos Bolsonaro afirmou que “a morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto”. E destacou, no mesmo post: “principalmente após sua posse!”, provocando perplexidade e, certamente, mal-estar no centro do governo. Na sequência, Bolsonaro pai desconversou enquanto o filho, depois de “atirar”, entrou em “modo avião” nas redes sociais.

A ocorrência de um “atentado”, antes visto como uma possível tentativa de incriminar “inimigos declarados”, agora parece ter se voltado também para os que “estão muito perto”. Na verdade, a pergunta principal continua sendo a quem interessa provocar clima de insegurança institucional e física, estímulo às sugeridas ações “terroristas” apontadas pelo general Heleno? Independente do que venha a ocorrer no dia 1º de janeiro, o que antecede à posse sinaliza um péssimo governo.

Fernando Rosa
No Senhor X

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.