13 de nov de 2018

Neymar jogou o PSG num abismo

Football Leaks: perfil da dupla que ludibriou o Barça e quebrou o PSG

Filho e pai depois de depor à Justiça da Espanha
O site de esquerda francês mediapart.fr teve acesso a documento do “Football Leaks”, assim como os membros do EIC, European Investigative Collaborations, entre ele a revista alemã Der Spiegel, a portuguesa Expresso, L’Espresso da Itália, Reuters, e France 2 da França.

É uma espécie de WikiLeaks para o esporte.

O título da reportagem de Yann Philippin e Donatien Huet explica tudo: “Neymar jogou o PSG no abismo”.

Há uma descrição minuciosa dos termos da contratação mais cara da história do futebol: US $ 290 milhões!

Um bilhão de reais!

“Os documentos do Football Leaks revelam, sobretudo, como o clã Neymar mentiu ao Barça para tentar arrancar um bônus de US$ 48 milhões na véspera de assinar o contrato com o PSG, o que quase impede a negociação.”

“No PSG, o nome de código da operação era “Gold” (ouro). É a história do encontro de ambições misturadas de frustração do emir do Qatar, proprietário do PSG e detentor de recursos ilimitados; de um jogador brilhante, festeiro inveterado e negociante implacável, que só confia em sua turma."

”Os amigos de Neymar o seguem por toda parte - seu pai, um agente e medico e massagista próprios. O que deixou o PSG muito assustado com a possibilidade de empregar em Paris trabalhadores sem autorização legal."

“Verdadeiro ‘homem sanduíche” (ele faz publicidade para 30 empresas), Neymar não cedeu um centavo de participação ao PSG sobre a exploração comercial de sua imagem. Nem quando faz comerciais com a camisa do clube."

”O atacante vai custar ao PSG, incluídos os salários, US$ 600 milhões nos cinco anos de contrato, três vezes mais que orçamento anual do Olympique de Marselha... Neymar ganha duas vezes mais que seu colega e campeão do mundo Kylian Mbappé.”

“O PSG, delirante, acreditava que Neymar provocaria uma valorização significativa dos contratos de patrocinadores do clube: Nike e Emirates. Mas, as duas empresas rejeitaram de forma brutal as pretensões do clube.”

Ao longo de sete capítulos, a reportagem devastadora descreve os métodos desleais – para ser generoso - de Neymar pai e pilho; a ambição desmedida e irresponsável do Emir do Qatar, dono do clube; e como os dirigentes do Barcelona foram ludibriados.

No CAf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.