1 de nov de 2018

Fundação João Pinheiro suspende aulas e aciona MP contra Bolsonaro


A Fundação João Pinheiro, do governo de Minas Gerais, cancelou as aulas canceladas da terça-feira (30) depois que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) apareceu em um vídeo questionando métodos de nove professores da instituição, aos quais cita nominalmente. “Na maioria das coisas, eu sou muito melhor do que aquilo que vocês ensinam”, avisa.

O vídeo foi publicado no YouTube na segunda-feira (29), mas é provável que tenha sido gravado antes da eleição.



Em nota, a Fundação repudiou o teor do vídeo e disse que não pode aceitar manifestações de intransigência contra os seus servidores desrespeitando a liberdade de expressão.

O Diretório Acadêmico da Fundação João Pinheiro também se manifestou por meio de nota. O órgão estudantil disse que não reconhece “nenhum tipo de doutrinação ou imposição de pensamento por parte do corpo docente da Fundação João Pinheiro”. Além disso, o diretório explica que preza “pela liberdade de expressão e por um espaço no qual o diferente seja sempre aceito e respeitado e nos esforçamos todos os dias para que isso seja possível”.

Nota da Fundação João Pinheiro:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.