18 de out de 2018

Record e Band são denunciadas ao MP por favorecer ilegalmente Bolsonaro


O Coletivo Intervozes ingressou nessa quarta-feira, 17, no Ministério Público Federal, com pedido de investigação contra as redes de TV Record, Bandeirantes, a rádio Joven Pan e a TV Cidade/SBT no Pará por quebra da lei eleitoral e favorecimento à candidatura de extrema-direita a presidente de Jair Bolsonaro (PSL). 

Na petição, o Intervozes argumenta que as duas emissoras são concessionárias de serviço público e são obrigadas por lei a conceder espaço semelhante às candidaturas presidenciais. 

"No dia 28 de setembro, a Rede TV veiculou entrevista exclusiva, por 26 minutos, no programa RedeTV News, com candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). No mesmo dia, a TV Bandeirantes exibiu conteúdo semelhante por 45 minutos, no programa Brasil Urgente. PSOL e PT entraram com representações junto ao TSE sobre a entrevista na Tv Bandeirantes. Para o PSOL, além das 'opiniões elogiosas' a respeito do candidato, a reportagem continha inúmeras 'falas que configuram propaganda eleitoral'", diz trecho da petição, assinada por Olívia Bandeira de Melo Carvalho, representante do Intervozes, e Renata Vicentini Mielli, representante do Fórum Nacional pela Democratização Comunicação (FNDC).

Leia a petição na íntegra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.