29 de out de 2018

Bolsonaro é fruto do "cansaço democrático", criticou chefe econômico da União Europeia

"Aqueles que têm a democracia no coração deveriam refletir, de modo a organizar um contra-ataque", alertou


O comissário para Assuntos Econômicos e Financeiros da União Europeia, Pierre Moscovici, afirmou que a eleição de Jair Bolsonaro no Brasil é uma ameaça democrática e chamou as democracias a despertar.

"É um fenômeno que está talvez ligado a uma forma de cansaço democrático, sobre a qual aqueles que têm a democracia no coração deveriam refletir, de modo a organizar um contra-ataque", afirmou Moscovici, durante uma entrevista à televisão do Parlamento Francês, Public Sénat.

A declaração do chefe da pasta de economia da União Europeia recebeu destaque a nível mundial porque demonstra que, após se apresentar como a salvação para a crise econômica brasileira, o novo presidente terá dificuldades de dialogar com o bloco econômico europeu.

"Bolsonaro é evidentemente um populista de extrema-direita", afirmou Pierre Moscovici. "Atrás dele, vemos a sombra dos militares que durante muito tempo estiveram no poder no Brasil, constituindo uma ditadura terrível. Ele próprio é um antigo militar. Isso é muito evidente", acrescentou

Abaixo, a declaração de Pierre Moscovici:



Na entrevista ao canal de televisão europeu, o comissário reconheceu que a eleição de Bolsonaro é uma tendência de recuo das democracias liberais em todo o mundo, fruto das crises econômicas que deixarem sequelas graves em diversos países, principalmente com "desigualdades impressionantes".

Para isso, o comissário da União Europeia conclamou as nações a reagir, para que outros países não repitam o que ocorreu no Brasil: "Temos de arregaçar as mandas e atacar as desigualdades", afirmou.

No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.