7 de out de 2018

Ampla maioria dos eleitores de Ciro e Alckmin vai de Haddad no segundo turno

Na etapa final da eleição, segundo o Datafolha, 67% dos eleitores do pedetista no primeiro turno vão votar em Fernando Haddad no segundo

Ricardo Stuckert
A última pesquisa Datafolha, divulgada neste sábado (6), aponta que 80% dos eleitores de Ciro Gomes rejeitam Jair Bolsonaro. E um eventual segundo turno entre Fernando Haddad e o militar, 67% dos eleitores do pedetista no primeiro turno vão votar em Haddad. E não é só: dos que escolheram Geraldo Alckmin no primeiro, 45% preferem Haddad a Bolsonaro na etapa final, 32% optam pelo capitão e 22% não sabem.

De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, Haddad deve mudar um pouco a estratégia de campanha no segundo turno. A ideia é mostrar mais a ligação dele com a família e com a religiosidade. O petista será apresentado como homem de fé, marido e bom pai, reverente aos patriarcas, como o avô Cury Habib Haddad, sacerdote da Igreja Ortodoxa.

A maior exposição da vida pessoal de Haddad faz parte da estratégia que visa neutralizar fake news que se espalharam na reta final do primeiro turno. Como o próprio Painel divulgou na sexta-feira (5), o petista fará um apelo à união em torno de seu nome, logo que sair o resultado da votação.

No Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.