15 de out de 2018

A educação sem-escola do Bolsonaro


Conhece alguém que tem filhos pequenos? ou que quer ter filhos? Então lhe explique que o deputado Bolsonaro quer que haja educação a distância a partir do ensino fundamental.

Isto é, dos 6 anos de idade.

Esta explicação é muito importante, para possíveis simpatizantes do deputado Bolsonaro verem o que um governo dele vai trazer, para quem tem crianças em idade escolar.

Sabe o que é educação a distância?

Não há mais

– uniforme

– calçado

– merenda.

Não há mais escola, como lugar aonde as crianças e adolescentes vão.

Não haverá mais professora, professor, em contato direto com seu filho.

Na educação a distância, as crianças ficarão diante de uma TV, assistindo a aulas. Irão sim, talvez uma vez por semana, a um pólo presencial, como se fosse uma escola, mas que não é uma escola porque é só um dia por semana. E serão atendidas não por um professor da classe delas, mas por um monitor, que atenderá a muitas crianças.

(Educação a distância é boa para adultos, para gente mais velha, não para crianças e adolescentes).

Pergunta: as crianças vão ficar ligadas na aula pela TV? Vão ficar quietas? Claro que não.

Vão precisar de alguém olhando, supervisionando.

A mãe vai poder sair, para trabalhar? Não. Alguém vai ter que ficar com a criança. Geralmente a mãe, às vezes o pai, talvez um irmão, ou então vai pagar uma empregada ou vizinha.

Quem tem dinheiro para isso? Para tratar uma empregada, uma vizinha ou para deixar de trabalhar?

Ah, e mais um detalhe: a equipe dele disse que seu Ministro da Educação será um importante empresário da educação a distância, Stavros Xanthopoylos. Portanto, ele vai querer mesmo educação a distância para crianças. Pode ser um bom negócio, mas não para elas. Ou para as mães e os pais.

Os links das declarações do deputado estão aqui:


Renato Janine Ribeiro





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.