1 de set de 2018

Rosa Weber é Sérgio Moro, não tem jeito


A Doutora Rosa Weber é muito boa de boca.

Seu discurso é liberal, mas seus votos são ditados por seu ex-auxiliar Sérgio Moro.

É crônico, repetitivo.

“Não tenho provas, mas a literatura jurídica me permite condenar”

“Sou contra a prisão antes do trânsito em julgado, mas o princípio da colegialidade me obriga a ser a favor”.

Agora, o tratado de Direitos Humanos é muito bom, mas faltou o decreto, ainda que o Congresso tenha ratificado e o governo tenha depositado o compromisso na ONU.

Ela diz que é da competência do Congresso “resolver definitivamente” sobre os tratados internacionais.

O  Congresso Nacional  resolveu definitivamente, diz ela, mas diz que isso  se “ratifica ou não” segundo a vontade do Executivo, que assinou o tratado.

Como diria a minha avó, faltou o carimbo.

Ainda que a ONU diga que o que vale é o depósito da concordância pelo país.

Esta senhora, se não estivesse destruindo o país, seria digna de  pena pela mediocridade.

Não há esperança de salvação para o Brasil senão pela extirpação de uma gente que, sem argumentos, diz que algo é justo, mas que, por falta de um papel, vale o injusto.

Chega a dizer  que”o tratado vale lá fora”, mas não vale aqui.

Quer dizer, podemos defender alguém ser candidato ao governo do Iraque, por decisão da ONU, mas não aceitamos que possa ser aqui.

Desse mato aí não sai cachorro.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.