27 de set de 2018

O depoimento do pai acusado injustamente por Magno Malta de estuprar a filha bebê - assista




A entrevista foi concedida ao jornalista Ubervalter Coimbra, do site Século Diário. O senador Magno Malta (PR), que é pastor evangélico, acusou o cobrador de ônibus Luiz Alves de Lima de ter violentado a própria filha, então com dois anos. O caso foi em 2009. O acusado passou nove meses preso, período em que foi torturado e perdeu a visão de um olho. Na época, Malta presidia a CPI da Pedofilia, rebatizada de Maus-Tratos, da qual ainda é presidente. O cobrador foi inocentada depois que um exame confirmou que a filha é virgem. Veja o depoimento dele e leia a reportagem do site, que tem muitos detalhes, inclusive uma manifestação do delegado do caso, que ouviu Magno Malta e relatou que ouviu dele que era possível afirmar que teria havido estupro. A prova? A experiência do senador em CPI. Estarrecedor.


Joaquim de Carvalho
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.