10 de set de 2018

No novo cenário, disputa agora se limita a Bolsonaro, Ciro e Haddad

https://www.balaiodokotscho.com.br/2018/09/10/no-novo-cenario-disputa-agora-se-limita-a-bolsonaro-ciro-e-haddad/

Daquele monte de candidatos do início da campanha eleitoral, sobraram três na disputa presidencial: Jair Bolsonaro, Ciro Gomes e Fernando Haddad.

Aos demais, só restará fazer figuração nos 27 dias que faltam para as eleições.

Passado o impacto do atentado a Bolsonaro, nesta semana que novas pesquisas podem clarear o cenário desenhado para esta reta final, mas tudo indica que dificilmente teremos grandes surpresas.

Serão também as primeiras pesquisas para avaliar mudanças na intenção de votos e na rejeição do candidato da extrema direita, que tirou a direita governista do jogo.

Ainda será cedo, porém, para saber até onde vai a transferência de votos de Lula para Haddad, que ainda nesta segunda-feira, dia em que o Datafolha vai a campo, deverá ser confirmado como candidato do PT.

O mais provável é que Haddad dispute com Ciro a vaga da esquerda no segundo turno para enfrentar o ex-capitão do Exército, agora transformado em mártir da democracia.

Quem mais perdeu foi o tucano Geraldo Alckmin, que ficou sem a sua principal bandeira na tentativa de demolir a canidatura de Bolsonaro no seu latifúndio de tempo de TV.

Bater num adversário que ainda está convalescendo no hospital, pegaria muito mal.

No debate de domingo dos presidenciáveis na TV Gazeta, sem Bolsonaro e Haddad, Alckmin já voltou suas baterias contra o PT, mas este campo já está congestionado por candidatos antipetistas.

Marina Silva voltou repaginada nesta sua terceira versão de candidata a presidente, tanto no visual como no discurso, mas ainda não conseguiu encontrar uma bandeira, além de pregar paz e amor.

Pacificação nacional, contudo, já foi um tema ensaiado por todos no morno debate presidencial, que Ciro Gomes tirou de letra.

Na aliança celebrada no domingo entre a farda do general Villas Bôas e a toga do ministro Barroso, com várias ameaças ao PT, para deixar claro que o partido não pode ganhar a quinta eleição presidencial seguida, temos o pano de fundo desta campanha eleitoral absolutamente patética e viciada, que deixou o eleitorado em segundo plano.

Vida que segue.

Ricardo Kotscho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.