7 de set de 2018

Na primeira pesquisa como candidato de Lula, Haddad dispara e tem 14%. Bolsonaro cai para 20%.


Na pesquisa XP/Ipespe, Fernando Haddad salta de 8% para 14% das intenções de voto quando identificado como “o candidato de Lula”.

Foi divulgada hoje, 7 de setembro, a primeira pesquisa XP/Ipespe realizada após o início do horário eleitoral gratuito. Ao todo, 2.000 pessoas foram entrevistadas por telefone entre os dias 3 e 5 de setembro – um dia antes, portanto, da agressão sofrida por Bolsonaro em Juiz de Fora.

No primeiro cenário, Lula (PT) aparece com 33% da preferência popular. Jair Bolsonaro (PSL) chega a 22% das intenções de voto, seguido por Ciro Gomes (PDT) com 8%, Geraldo Alckmin (PSDB) 7%, Marina Silva (Rede) 6% e João Amoêdo com 5% e Álvaro Dias (Podemos) com 3% das intenções de voto.

Henrique Meirelles, Guilherme Boulos, Cabo Daciolo apresentam apenas 1% das intenções. José Maria Eymael, Vera Lucia e João Goulart Filho não apresentaram pontuação nesta pesquisa.

No cenário apresentado, votos em branco e nulo atingem apenas 10% da preferência dos eleitores.


Quando Haddad é definido simplesmente como o candidato do PT, a pesquisa indica que o petista atinge 8% da preferência popular.

Nesse cenário, Jair Bolsonaro chega a 23%, Ciro Gomes e Marina Silva empatam no segundo lugar com 11% dos votos, seguidos por Geraldo Alckmin com 9% e Haddad com 8%.

João Amoêdo e Álvaro Dias apresentam 4%. Henrique Meirelles, Guilherme Boulos e Cabo Daciolo empatam com 1% das intenções.



Contudo, no terceiro cenário Haddad é apresentado como o candidato de Lula. Nesse caso, o ex-prefeito de São Paulo sobe para o segundo lugar com 14% dos votos. Jair Bolsonaro cai para 20% e Ciro Gomes vai para o terceiro lugar com 10%, seguido por Marina Silva e Geraldo Alckmin, ambos com 8% das intenções de voto.


A XP Investimentos, patrocinadora da pesquisa, é controlada pelo Banco Itaú. Detalhes sobre a pesquisa podem ser vistos aqui.

No Nocaute

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.