17 de set de 2018

Macri planeja fugir da Argentina


Na Casa Rosada, eles já estão em pânico, todos os dias falam sobre a saída de Macri, diante da possibilidade do default da Argentina.

Macri quer sair o mais rápido possível porque usar a corrupção do judiciário para perseguir a Cristina não está funcionando muito como um elemento de distração e alienação social.

Seus conselheiros mais otimistas dizem que colocarão Cristina na cadeia para distrair a opinião pública, mas ninguém acredita no Poder Judiciário da Argentina.

Para Macri, os assessores já lhe estão organizando uma linda casa em Roma para seu auto exílio.

O FMI não confia mais em Macri e hesita em continuar emprestando dinheiro a ele.

Na Argentina, Macri já aboliu vinte ministérios, incluindo saúde e trabalho, o país já é institucionalmente decapitado.

Enquanto o juiz Bonadío destrói muros e rouba objetos valiosos na casa de Cristina Kirchner no sul, a Argentina perde a soberania monetária todos os dias.

A televisão hegemônica não quer falar sobre a fuga de Macri, mas ela já começou a criticá-lo, de modo que a direita possa colocar um sucessor que defenda a especulação financeira.

Pode ser o presidente de transição da Argentina, o novo chefe da Suprema Corte, o juiz corporativo Carlos Rosenkratz.

Outro candidato da direita seria Sergio Massa, um aliado incondicional das corporações, mas que se disfarça de peronista.

Outro aspirante poderia ser o grande traidor do peronismo, o senador Miguel Angel Pichetto.

A Argentina sangra e não temos que esquecer os elogios da TV Globo para Macri quando este começou seu governo.

Na Argentina todos os dias as pessoas extraem seus dólares dos bancos.

Das reservas miseráveis ​​de 50.000 milhões de dólares, apenas 14.500 são do Banco Central, o restante é dos cidadãos argentinos, o Banco não pode vendê-los para impedir o aumento do dólar.

Os espetáculos de corrupção judicial não podem mais distrair os argentinos.

O juiz Bonadio não só destruiu as paredes da casa de Cristina, também roubou pinturas, bastões presidenciais de Nestor e Cristina, e uma espada que era uma réplica, uma de Simon Bolívar.

Macri quer fugir urgente da Argentina, ele sofrerá uma chuva de processos pelos assassinatos de Santiago Maldonado e Rafael Nahuel.

Macri tem também lavagem de dinheiro e organização criminosa com os serviços de inteligência e alguns juízes do Judiciário para montar processos judiciais de perseguição a opositores.

Todos os seus ministros têm dólares em paraísos fiscais, eles não querem repatriá-los, sabendo do colapso econômico que está se aproximando na Argentina.

Guillermo Gomez é jornalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.