19 de set de 2018

Guedes, o “Posto Ipiranga” virou a “Viúva Porcina da Fazenda”


Prepare-se para um dia de desmentidos e, provavelmente, para outro “enquadramento” como o que sofreu ontem o General Mourão, o da fábrica de desajustados.

Pos o economista Paulo Guedes, chamado de “Posto Ipiranga” de Jair Bolsonaro disparou outro tirambaço no pé da campanha do ex-capitão, hoje, na Folha.

Falou uma asneira em escala mundial: a unificação, em um só valor de alíquota, do Imposto de Renda. Traduzindo: se você ganha R$ 3 mil, R$ 30 mil ou R$ 300 mil por mês, pagará os mesmos X % de imposto.

Cito apenas três países – nenhum “comunista”, minions – para mostrar que não há liberalismo algum na proposta amalucada de Guedes: No Canadá, as alíquotas variam de 15% a 29%, fora alíquotas de imposto de renda das províncias. Nos Estados Unidos, a tabela vai de 10% a 35%, e na Austrália, de 15% a 45%.

Ah, sim, para citar Israel, que adoram tomar como exemplo: lá o  Imposto de Renda  (Mas Hachnasa) vai de 10% a 34% e 48% (é, 48%!) para cada shekel ganho a mais, por ano, além de R$ 580 mil, em moeda brasileira.

Imposto de renda unificado não dá outra: se for por uma alíquota alta, faz os mais pobres pagarem mais; se for por uma alíquota mais baixa, deixa os ricos pagarem menos. O que, afinal, dá no mesmo.

A outra declaração, embora sobre uma questão menos absurda – a volta da CPMF -, é desastrosa para o pensamento de classe média do “menos imposto”, embora fosse uma boa medida até para conter evasão fiscal, desde que só adotada para transações de alto valor, sobre o que excedesse o limite de isenção.

Vai ser um furdunço entre os “maninhos” e o resto da turma de desqualificados que chefia – não me atrevo mais a dizer comanda – a campanha do ex-capitão. O Posto Ipiranga vai ter a bomba lacrada, para não falar mais besteira.

Estupidez à parte, é nisso que dão estes amontoados inorgânicos.

O sujeito chega lá, com dinheiro (Guedes) ou com divisas (Mourão) e se sente “dono do pedaço”. É evidente que Paulo Guedes ou qualquer outro economista jamais poderia dizer coisas deste tipo sem havê-las acertado com o candidato.

Paulo Guedes conquistou, por antecipação, o troféu de Ministro Viúva Porcina da Fazenda, o que foi sem nunca ter sido.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.