5 de set de 2018

Fachin será o relator do recurso que pede o reconhecimento da liminar da ONU

Em todos os julgamentos da Lava Jato, em nenhum momento o ex-presidente Lula obteve sequer alguma sorte nos sorteios ou distribuição de seus recursos e processos. Nesse, em que a defesa do Lula pede a manutenção da candidatura do ex-presidente, parece que a sorte sorriu um pouco a quem defende a legalidade do processo. Ou seja, ao distribuir o recurso para Edson Fachin, o que seria natural, já que é relator dos processos da Lava Jato e é esse o caso da liminar pedida, o relator já votou pelo reconhecimento do Pacto Internacional com a Comissão dos Direitos Humanos da ONU. Fachin foi o único voto a favor de Lula.

O recurso impetrado na noite de terça-feira pode obter uma liminar monocrática de Fachin para que Lula participe do processo eleitoral, ou pode ser encaminhado tanto para a segunda turma, quanto para o plenário do STF. Em qualquer dos casos, no plenário ou na 2ª Turma, a situação de Lula melhora com o possível voto “sim” do relator. Agora, é aguardar.

No A Postagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.