13 de set de 2018

Dilma lança documentário sobre o Golpe de 2016 — assista


A ex-presidenta Dilma Rousseff, candidata do PT ao Senado por Minas Gerais, lançou nesta quinta-feira, 13 de setembro, o documentário “A História do Golpe”, que mostra como foi forjada a aliança entre parte da mídia brasileira e do setor financeiro nacional, o PSDB e líderes do PMDB para derrubá-la do governo.

O documentário está disponível no You Tube e terá versões em inglês e espanhol.

O filme é um documento histórico e político que ajuda a compreender como foi forjado o impeachment de Dilma, fraudado por ter sido aprovado pelo Congresso sem que houvesse sido cometido crime de responsabilidade, como prevê a Constituição do Brasil.

“A História do Golpe” tem narrativa direta e didática sobre a evolução da crise política brasileira que começou em 2013 e foi agravada pelos desdobramentos da crise econômica internacional.

O filme explica como a derrota de Aécio Neves em 2014 acabou sendo instrumentalizada para derrubar um governo legítimo, eleito com 54,5 milhões de votos.

O documentário recorre a material de imprensa brasileira e estrangeira, além das sessões do julgamento na Câmara e no Senado, e de depoimentos como da própria Dilma e do advogado José Eduardo Cardozo.

O filme abre com o primeiro ato do golpe: “A derrubada de um governo legítimo”.

Essa primeira parte tem 27 minutos e aponta o envolvimento direto de parlamentares como Eduardo Cunha, Aécio Neves, Antonio Anastasia e outros políticos, como o vice Michel Temer, assim como jornalistas da chamada grande imprensa, para forjar o ambiente que permitiu cogitar o impeachment sem crimes de responsabilidade, antes mesmo da vitória de Dilma nas eleições de 2014 ser obtida nas urnas, em 26 de outubro daquele ano.

O filme denuncia o comportamento parcial de setores da imprensa, como a Rede Globo de Televisão, que ajudou a envenenar o ambiente político e mostra também como parte do mercado financeiro atuou para ampliar o clima de descontentamento, fomentando críticas ao governo Dilma por conta das seguidas reduções das taxas de juros promovidas pelo Banco Central ainda no primeiro mandato da presidenta.

“A História do Golpe” está disponível no site oficial de Dilma Rousseff e nas redes sociais da candidata ao Senado por Minas Gerais.

A petista lidera as pesquisas de intenção de voto e vem denunciando na campanha a participação direta dos adversários políticos no Golpe de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.