2 de set de 2018

A manchete combinada da Folha e do Estadão mostra que a “insistência” do PT em Lula está correta

Era uma vez um país chamado Brasil, em que jornais concorrentes davam a mesma manchete no domingo para atingir um inimigo em comum.


A chave está na palavra “insiste”, presente em ambas as chamadas.

Faltou um “puxa, vida!” ou, como gostava minha querida tia Maria Lúcia, já falecida: “Putz grila”.

No sonho dessa gente, o PT deveria fazer o que eles querem e sepultar Lula — independentemente do fato de que o TSE deu dez dias de prazo para a substituição por, no caso, Haddad.

Também deveria aceitar calado o que o tribunal decidiu e ir para um abatedouro cívico. Para o Estadão, isso é “afrontar” o Judiciário.

É curioso ler essa estupidez na Folha, que noticia cada processo contra si. O que é, de resto, seu direito, sem dúvida.

Esse estupor da mídia leva a situações nonsense como a dos comentaristas da GloboNews se queixando do excesso da presença do ex-presidente no noticiário, sendo que quem manda no noticiário são eles.

Nunca tanto recibo foi passado de que uma estratégia de um partido está correta.

Kiko Nogueira
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.