1 de ago de 2018

Sobre o PT cearense e o apoio a Eunício Oliveira

1) No último sábado, o PT do Ceará fez convenção e decidiu não indicar ninguém para concorrer ao Senado. Em suma, proibiu o senador José Rodrigues de tentar a reeleição. É uma decisão oficial da convenção, obtida por maioria significativa de votos.

(2) O grande beneficiário da decisão é o senador Eunício Oliveira (PMDB), prócer do golpe e integrante do círculo íntimo de Michel Temer, que tem sua própria reeleição facilitada. Em troca, Eunício apoia, também informalmente, a reeleição do governador Camilo Santana (PT).

(3) Trata-se claramente de uma situação em que o interesse eleitoral local e imediato leva à produção de alianças espúrias, algo que faz parte do comportamento do PT há muitos anos e que sempre foi justificativo em termos de certo pragmatismo político - mas que as circunstâncias do golpe mudam. Repito o que escrevi no começo do ano, no pequeno texto em que justifico o uso da categoria "golpe" para descrever o processo em curso no país (https://grupo-demode.tumblr.com/post/171564606847/golpe):

"Entender que foi um golpe, não a mera substituição de uma presidente, é fundamental para compreender a natureza, a profundidade e a abrangência das transformações em curso no país. Muitos que falam em golpe não entendem isso. Um dos fatores de confusão foi o comportamento de alguns setores derrotados com o golpe, inclusive dentro do próprio PT, que denunciavam o golpe e ao mesmo tempo agiam como se fosse possível reconstituir no curto prazo a ordem política fraturada ou mesmo como se o jogo pudesse continuar a ser jogado como antes – por exemplo, no episódio das negociações para a montagem das mesas da Câmara e do Senado. Mesmo agora a ficha não caiu completamente para todos, como mostram algumas das movimentações sobre alianças eleitorais."

(4) Diante da péssima repercussão junto à esquerda, a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do partido, veio a público fazer um desmentido. Ela desmentiu que o ex-presidente Lula tenha assinado uma carta em apoio a Eunício, tal como foi divulgado por um colunista da imprensa burguesa. Desmentiu que o PT cearense vá apoiar Eunício e, depois, disse que o diretório nacional vai discutir o assunto, afirmando que "temos uma posição contrária a ele [Eunício]".

(5) Parte da base petista tem se estribado nas declarações de Gleisi para afirmar que a notícia do apoio à reeleição do senador golpista é "fake news", isto é, mentira. Não é. A decisão da convenção cearense é inequívoca e, até o momento, continua em vigor.

(6) É claro que o PT cearense não "declarou apoio" a Eunício, mas o apoia na prática ao retirar a candidatura de José Pimentel. Até onde se pode ver pela imprensa, as declarações de Gleisi são ambíguas, pois ela fala que "não vamos apoiar Eunício", mas não toca na questão realmente importante, que é lançar Pimentel à reeleição.

(7) Caso a candidatura do senador petista realmente não ocorra, será preciso muito esforço de autoengano para não aceitar que o PT do Ceará está operando para favorecer a eleição de um dos parlamentares mais visceralmente ligados ao golpe e aos retrocessos em curso no Brasil.

(8) A decisão da convenção cearense e a reação insuficiente e ambígua da presidente nacional do PT formam uma demonstração cabal, mas certamente não a única, de como grande parte das direções petistas está disposta a sacrificar a luta contra o golpe por vantagens eleitorais imediatas.

(9) Independentemente da apreciação quanto às suas posições políticas, é inaceitável chamar a senadora Gleisi Hoffmann por apelidos machistas, como ocorreu num dos comentários à minha postagem anterior (e minha "amizade" com o responsável já foi devidamente desfeita).

Luis Felipe Miguel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.