14 de ago de 2018

Perseguição de Cármen Lúcia a Lula ficou clara na votação do aumento do Judiciário


O aumento concedido pela maioria do STF a seus próprios vencimentos não mostrou apenas que a maioria das excelências excelentíssimas vive descolada da realidade da imensa maioria dos brasileiros. Deixou à mostra também a hipocrisia da atual presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, que votou contra o aumento e deu declarações à imprensa sobre isso.

Claro que não disse que iria distribuir o "a mais" a nenhuma instituição de caridade, mas poderia fazê-lo e assim acrescentar um pouco mais de hipocrisia a sua atitude. A hipocrisia, aquela homenagem que o vício presta à virtude, naquela frase que uns dizem ser de Wilde e outros de la Rochefoucauld.

Mas, por que hipocrisia? Por que ficou claro que persegue Lula?

Pelo seguinte: cabe ao presidente do STF definir a pauta de votações do Plenário. No caso do aumento, Cármen Lúcia era "contra", mas botou o aumento em votação, mesmo sabendo que seria derrotada, porque ela ganharia na derrota duplamente: com o aumento em seus vencimentos e no verniz de sua imagem por votar contra.

O mesmo ela não faz com a votação das ADCs da segunda instância. Estão desde dezembro, a pedido do ministro Marco Aurélio Mello, para serem votadas. Já há maioria na casa para aprová-las e assim barrar a prisão em segunda instância, devolver o país à Constituição (que em seu artigo 5º inciso LVII afirma que ninguém pode ser considerado culpado antes do trânsito em julgado, ou seja, após esgotarem-se todas as instâncias - e após a segunda há mais duas) e de quebra a liberdade a Lula. 

Mas a ministra é contra isso. Por isso, mesmo sob protesto de outros ministros (MAMello chegou a reclamar da falta do julgamento até a uma emissora estrangeira), Cármen Lúcia não põe as ADCs na pauta. Ela é a favor da prisão e sabe que vai perder na votação. Por isso ficam fora da pauta.

Por que não fez o mesmo com o aumento dos vencimentos? Porque é hipócrita. 

Antonio Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.