21 de ago de 2018

Os grandes eleitores

http://www.maurosantayana.com/2018/08/os-grande-eleitores.html


Se faltava alguma coisa para constatar a obviedade do fato, as primeiras pesquisas de intenção de voto com Lula na posição de candidato comprovam o estelionato político que se está preparando para o país tendo como vítima o povo brasileiro.

Com cerca de 37% de intenções de voto para o primeiro turno, nos principais institutos de pesquisa, mais que o dobro do segundo candidato, que beira os 19%, Luiz Inácio Lula da Silva só não será presidente da República se justiça insistir na tese de que ele cometeu um fake crime que nunca aconteceu, sendo condenado por suposta tentativa de favorecimento, em um processo absurdo e kafquiano.

Esses resultados mostram que estão muito enganados aqueles que imaginam que quem levará o fascismo ao poder no quinto maior do país do mundo em território e população serão os aprendizes de assassinos e torturadores que defendem, na internet, o genocídio da periferia; a militarização do ensino; a eliminação de suspeitos; o espancamento, a morte e a tortura de adversários políticos; o racismo, a homofobia, o autoritarismo, a ditadura; a imunidade da polícia no país em que a polícia já é a que mais mata no mundo; a saída do Brasil da ONU; o voto facultativo para afastar os pobres das urnas; o armamento daqueles que pensam como eles contra aqueles que não pensam como eles; o fim das urnas eletrônicas embora nenhum hacker genial e menos ainda neonazista tenha conseguido jamais provar que haja falhas de segurança no software ou no hardware utilizados em nossas eleições, colocados todos os anos à disposição de quem quer que se disponha a tentar fazê-lo pelo TSE.

Os grandes eleitores do Fascismo, que irão levá-lo ao altar do poder, como uma noiva, ou entregar-lhe o país em papel de embrulho, com um delicado pingentinho de ouro na fita de cetim, mesmo que estejam carecas de saber que ele não tem, como mostram as pesquisas, a maioria dos votos da sociedade brasileira, serão ministros da Suprema Corte, procuradores do Ministério Público, juízes e desembargadores de primeira e segunda instância.

Aqueles que - sem condenar e prender todos que receberam dinheiro ou tem conta no exterior, sem colocar atrás das grades, com a mesma absurda e condenável celeridade, todas as centenas de candidatos julgados em segunda instância e sem sequer investigar outros candidatos a presidente que fizeram - de fato, com toda certeza, sem sombra de dúvida - excelentes negócios imobiliários nos últimos anos; acusaram, condenaram por duas vezes e encarceraram Lula ou estão permitindo indiretamente que ele seja, em claríssima interferência no processo político, impedido de ser eleito o próximo presidente da República, como deseja a maioria do povo brasileiro.

Usando, para isso, a justificativa de uma ação espúria, repudiada pelas Nações Unidas e pelos mais importantes países e juristas do mundo, estruturada a partir de delações de conveniência, sem provas ou concretização do alegado crime, em um processo armado e decidido com o cinismo dos pilatos, a hipocrisia dos fariseus e a pressa dos ladrões.

Furtando-se a corrigir esse absurdo, o Judiciário não apenas fraudará a vontade de 4 entre cada 10 eleitores (7 a cada 10 no segundo turno) mas também pode já ir se preparando para o julgamento da posteridade pois desta vez não haverá água nem sabão que possa lavar as máculas desse processo na bacia romana daquele que mostrou as palmas de suas mãos para a multidão ensandecida pelo ódio em Jerusalém há 2017 anos.

E que não se diga que a senhora de coração de granito sentada na frente de certo prédio na Praça dos Três Poderes desconhece - por estar com os olhos supostamente vendados - o que está ocorrendo.

Ela - não há hermenêutica ou malabarismo jurídico que possa justificar essa atitude de extrema gravidade histórica - sabe muitíssimo bem o que está fazendo.

E como será julgada por seus erros, intenções e equívocos e pelas terríveis e inenarráveis consequências de seus atos, agora, pelos que não estão cegos pelo ódio e a manipulação canalha que impera nesta República há alguns anos e pela própria História, no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.