18 de ago de 2018

O Golpe tá pelado na praça


O comitê jurídico de Direitos Humanos da ONU colocou o golpe contra a parede.

Ainda que os tucanos do Itamaraty golpista não queiram adotar a determinação, são obrigados.

Ainda que a PGR tucana queira manter Lula inelegível, agora se torna obrigada a aceitar Lula candidatíssimo.

Ainda que nossa elite queira Lula fora das eleições, nossa elite ficará fora de qualquer negociação comercial com os países signatários. Se desacatar esta determinação, serão bilhões de dólares em prejuízo.

Ainda que algum ministro esteja vinculado ao golpe e às ordens do golpe, do Estado de Exceção, do arbítrio, à partir de hoje, será obrigado a fazer cumprir a determinação do comitê jurídico de Direitos Humanos da ONU, liberando Lula para a campanha de 2018. Ou faz-se cumprir o que a ONU determina, ou assume-se golpista e mantenedor do Estado permanente de Exceção no Brasil.

O Brasil do golpe pode querer assumir-se pária internacional.

Mas o preço a pagar pelo não cumprimento de uma determinação da ONU, vai pesar nas costas de todos os operadores do golpe, que hoje ganhou os contornos internacionais, deixando claro, ao mundo, a profundidade do Estado de Exceção que assola a Democracia no Brasil.

O golpe está nu.

Após descumprir todas as garantias legais, rasgando sua própria Constituição, agindo às margens do cumprimento das Leis mantenedoras da Democracia e dos Direitos Humanos, no Brasil, nossos golpistas podem dar a seguinte resposta à ONU: foda-se, aqui é o Talibã Tropical, desde agosto de 2016 e assim, continuará sendo!

Podem? Agora que o maior órgão internacional de Direito planetário decide que as instituições no Brasil têm dever, pagarão o preço do não cumprimento do dever exigido?

Quem decretará o rompimento do Brasil com a comunidade internacional, primeiro?

Quem será o primeiro a decretar, internacionalmente, a Ditadura no Brasil?

O Talibã Tropical que, contra o povo brasileiro aplica os mais absurdos crimes contra a dignidade humana, contra a soberania do voto popular, contra os direitos fundamentais do povo brasileiro, ganhou hoje um inimigo maior que ele. A ONU exige que Lula seja candidato e tenha todos os seus direitos políticos respeitados.

O golpe não respeita Constituição. Não respeita as Leis brasileiras. Não respeitou o pleito de 2014. Não respeita a voz do povo brasileiro que luta e marcha contra o arbítrio (ainda põe a força do exército apontando armas contra o povo), respeitará a decisão internacional da ONU?

Esperamos que sim porque, se não respeitar, a coisa vai ficar feia pros nossos golpistas.

O Itamaraty do golpe finge entender de tratados internacionais, como Sérgio Moro finge cumprir Leis (tucanos são especialistas no fingimento). Mas o fingimento dos agentes do golpe, bateu na trave do Direito Internacional de tratados com países signatários na ONU que não pedem, mandam.

Ou seja, o comitê jurídico diz aos agentes do golpe: "Não há literatura jurídica no mundo que permita a malandragem que vocês operam no Brasil e chamam de "Lei para Todos" na Netflix. Podem enganar os noveleiros, os brasileiros que não conhecem as letras da sua própria Constituição, sequer determinações e tratados internacionais do Direito que o Brasil é obrigado a acatar, mas contra nós, não cabe desrespeito!"

A eleição, sem Lula, já está, à partir de hoje, decretada pela comunidade internacional como FRAUDE.

Neste quadro, nesta atual conjuntura que se desenha internacionalmente, desistir da candidatura de Lula é tão ou mais abominável que impedir sua candidatura.

O golpe está nu, é feio, cabeludo, impotente, bexiguento, indecente e o mundo inteiro agora observa sua vergonha.

Malu Aires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.