12 de ago de 2018

Gebran e Thompson são dois criminosos, diz Wadih


O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) bateu pesado no desembargador João Pedro Gebran e no desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores, ambos do TRF-4 e responsáveis por decisões relacionadas ao caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que vem sendo mantido como preso político desde 7 de abril para não participar de eleições presidenciais que ele venceria com extrema facilidade. "Gebran e Thompson Flores são dois criminosos fora da lei. Só num estado de exceção se explica que ainda sejam juízes", disse Wadih.

Neste fim de semana, uma nota de Veja indica que Gebran admitiu a amigos que agiu à margem da lei para manter o ex-presidente Lula preso. Neste domingo, o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, afirma que obedeceu a um telefonema de Thompson para desobedecer a ordem judicial do desembargador Rogério Favreto, que havia mandado libertar Lula.

A prisão ilegal de Lula já foi denunciada pelos maiores juristas do Brasil e do mundo, por 29 parlamentares dos Estados Unidos, incluindo o senador Bernie Sanders, por líderes internacionais como Michelle Bachelet, François Hollande e José Luis Zapatero, e também causa preocupação até no Papa Francisco, que, recentemente, recebeu o chanceler Celso Amorim. Esta prisão atente a interesses da Globo, inimiga declarada de Lula, das petroleiras internacionais, e também do governo dos Estados Unidos, que se beneficia com a entrega do pré-sal e de ativos estratégicos, como a Embraer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.