21 de ago de 2018

Dólar a R$ 4. O “efeito Lula” sem Lula?


Quando jovem, dei aulas de matemática num curso supletivo na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Os alunos eram, na grande maioria, idosos e vários diziam “não ter cabeça para números”.

Para vencer o bloqueio, a maioria das operações que eu usava nas aulas era com algo que retirava deles a timidez bloqueante: as contas eram com dinheiro, onde não erravam nunca ou quase nunca.

O dinheiro é um estímulo que, quase sempre, também, revela os pensamentos que permanecem escondidos quando se argumenta.

O mercado financeiro, no momento em que escrevo, “brinca” com a cotação de 4 reais por dólar. R$ 3,994-R$ 3,995, aqueles valores de décimo de centavo que nos acostumamos a ver, sem nenhuma serventia, nas bombas de gasolina, para que você não pense que o preço é aquilo que é.

É o medo das pesquisas, o “efeito Lula 2018”.

Mas como, se todos juram que Lula não será candidato, não poderá falar, não poderá sequer tirar uma foto apontando o dedo para seu candidato?

Pois não é isso o que garantem e juram os “sabidos” da imprensa.

A turma da bufunfa, mais esperta que eles, corre a especular.

Nenhum dos sites dos grandes jornais abre manchete para a marca simbólica da desvalorização da moeda, o que nos governos petistas seria noticiado como a última estação antes do fim do mundo.

E, no que dão, dizem, claro, que “a culpa é do Lula” pelo crime de, enjaulado e amordaçado, teimar em subir nas pesquisas.

Não seria o caso de dizer que a culpa é do Alckmin e de toda a direita, que só conseguiu produzir algo como Jair Bolsonaro, o candidato fadado a ser repelido num segundo turno, até pelo Zé das Couves?

Como eles fazem contas com dinheiro, as cotações acabam sendo mais reveladoras que os editoriais e colunas de jornal.

PS. Acabei de escrever o post e, afinal, O Globo deu manchete: Dólar cai no exterior, mas sobe a R$ 3,99 no Brasil com incerteza após pesquisa eleitoral . Esse Lula, hein, que medo mete nestes caras...

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.