30 de ago de 2018

Deus significa outra coisa


Deus é uma invenção da mente humana. Um amuleto. Uma muleta.

Quando um cristão diz “Vá com Deus”, ele está expressando sua vontade de que o criador de todo o universo acompanhe a pessoa da qual ele se despede, visto que, sendo todo-poderoso, Deus supostamente daria um excelente guarda-costas. Mas, como Deus não existe, o crente está dizendo apenas isso: “Espero que você chegue ao seu destino sem que nada de mal lhe aconteça”

Quando diz “Se Deus quiser”, o cristão aparentemente está sugerindo que tudo acontece de acordo com as vontades do ser onipotente que detém o controle sobre todas as coisas, e que, assim sendo, ele está esperando que algo que ele deseja que aconteça também faça parte dos planos divinos. Mas, como Deus não existe, você pode substituir “Se Deus quiser” por “tomara que”, que dá no mesmo.

Quando exclama “Deus me livre!”, o crente poderia fazer alguém supor que ele espera que a divindade na qual ele foi ensinado a acreditar irá intervir em seu favor, evitando que algum mal o atinja. Mas, como Deus não existe, ele está apenas manifestando sua predisposição de sequer imaginar-se vítima desse mal.

Quando diz “Deus te abençoe”, o crente tenta se sentir suficientemente íntimo de seu “pai celeste” para pedir favores para uma outra pessoa, de forma a que aconteça um monte de coisas boas na vida daquela pessoa, mesmo sem que ela se esforce para tal, ou mesmo que não mereça, do ponto de vista do próprio Deus. Mas, como Deus não existe, ele só está dizendo “Espero que dê tudo certo pra você”

Quando diz “Deus escreve certo por linhas tortas”, ele está querendo dar a entender que, mesmo quando acontece algo de terrível, maléfico, injusto, etc., aquilo faz parte dos planos de sua divindade cósmica particular, e que essa divindade quer mesmo que aquilo ocorra para desdobrar tais eventos em algo de bom, positivo, benéfico, etc. Mas, como Deus não existe, ele está dizendo: “Uma vez que isso já é fato consumado, agora é fazer por onde superar o ocorrido e continuar tocando a vida”

Quando ele diz “Graças a Deus!”, o crente está supostamente afirmando que algo de bom lhe aconteceu devido à intervenção de um protetor onipresente que sempre ouve suas preces e o protege de perigos. Mas, como Deus não existe, o que ele quer dizer é, simplesmente: “Ainda bem!”


Quando o crente diz “Deus te perdoe”, teoricamente ele está manifestando seu desejo de que o bondoso criador do universo não cumpra a ameaça de mandar torturar você por toda a eternidade, no caso de você se recusar a gostar dele. Na verdade, o crente quer mesmo que você se dane, mas, como Deus não existe, isso não faz a menor diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.