31 de ago de 2018

Barroso da Globo levou apenas 12 horas para analisar defesa de Lula


O ministro Luis Roberto Barroso, relator da candidatura a presidente de Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), analisou em apenas 12 horas os argumentos da defesa de Lula e as alegações do Ministério Público Eleitoral. 

Como mostra o sistema processual da Justiça Eleitoral, as manifestações da defesa de Lula e do MP chegaram ao gabinete do ministro Barroso às 23h34 dessa quinta-feira, 30. Às 12h58 desta sexta-feira, 31, a matéria foi incluída na pauta do TSE. 

Em seu voto, Barroso decidiu ignorar a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU e votou por negar o registro de candidatura de Lula. Em um discurso em que falou de "moral" e fez elogios à Lei da Ficha Limpa, ele disse que "decisões do Comitê têm caráter de recomendação e não possuem efeito vinculante".

Confira abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.