23 de ago de 2018

Aumentam as chances de Fernando Haddad


A divulgação da íntegra da pesquisa Datafolha desfaz alguns mitos da má interpretação da mídia. Divulgou-se que o IBOPE constatou 60% dos eleitores de Lula não apoiariam Haddad. Na verdade, a pesquisa se referia ao universo geral dos entrevistados – não especificamente aos que apoiam Lula.

A pesquisa Datafolha, com todos os eleitores, mostra o seguinte:
  1. Há equilíbrio entre os não-lulistas (48% que não votariam em candidatos indicados por ele) e lulistas (31% que votariam com certeza e 18% que talvez votariam).
  2. Do começo do ano até agora caiu em 5 pontos os que não votariam em qualquer candidato apoiado por Lula. E subiu 4 pontos os que votariam com certeza no candidato apontado por ele.

Da pesquisa Datafolha extrai-se o seguinte: na pergunta “Candidato que Lula deve apoiar caso não concorra à presidência”, em resposta espontânea, a menção a Fernando Haddad saltou de 2% na pesquisa de 11 a 13 de abril para 17 por cento na última pesquisa



Comprova nitidamente que a consolidação do nome de Haddad depende apenas do grau de informação do eleitor sobre o ungido de Lula.

Nas perguntas sobre o grau de conhecimento do eleitor sobre os candidatos, nota-se um amplo desconhecimento, ainda, sobre Haddad.

41% dos eleitores nunca ouviram falar dele e 27% só ouviram falar, contra 21%, 18% e 12% que nunca ouviram falar em Bolsonaro, Ciro e Alckmin.



Luís Nassif
No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.