30 de ago de 2018

A indigência intelectual do profissional de imprensa


Jornalista em geral adora encher a boca para dizer que o adolescente brasileiro não sabe português.

Mal sabem os pobres lacaios jornalistas que eles também não sabem.

Porque a frase não é "não sabe português". Português, eles sabem. O que talvez eles não saibam é o domínio da norma culta do português.

A indigência intelectual do profissional de imprensa continua avançando.

Ele já é um dos profissionais mais desqualificados e desvalorizados na cena do mercado de trabalho.

Os cursos de jornalismo espalhados pelo Brasil (outra faceta do sucateamento acadêmico, aprofundado pelo golpe e pelo estado de São Paulo, o eterno estado preposto do PSDB e da devastação educacional) formaram gerações e gerações de sub profissionais, mais ou menos como os cursos de direito e de medicina.

A contrapartida humanista desses cursos é simplesmente ignorada, o que faz com que todo o resto seja junto.

Para recuperar toda essa população de gente mal formada vai bem uns 40 anos, no mínimo.

Adequar o aluno adolescente para que ele aprenda a norma culta do português é bem mais simples. Basta vontade política e uma reorientação pedagógica em todo o país (que o Enem vinha induzindo com muito sucesso).

Graduado mal formado é osso. Eles acabam morrendo mal formados.

Gustavo Conde
No Esquerda Caviar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.