24 de jul de 2018

Você vai assumir que era “isentão”?


Que momento mágico estamos vivendo. O judiciário faz questão de manter Lula preso e o povo faz questão de votar em Lula. Até a comentarista da Globonews disse que Lula elege até um poste. O judiciário se posicionou na luta de classes – ou, mais precisamente, o judiciário é aquele seu amigo “isentão” que é “contra a corrupção”, mas não estranha Lula estar preso sem provas de crime e Aécio estar solto com provas de crime.

O judiciário é aquele seu amigo que não gosta de política, quer que todos sejam presos, mas votou em Aécio. Espalha fakenews de Lula dono da Friboi, e quando descobrem que a Friboi doou muito dinheiro pra oposição, não toca mais no assunto. “Eu só repassei”, ele dirá, se for perguntado.

Assim foi com a reforma do triplex. Disse a sentença: “Uma prova que lula era dono do triplex foram as reformas nele”. Invadiram o triplex. Tiraram foto. Nenhuma reforma. “Eu só repassei o que a Globo noticiou”, diria Moro. E no site da Globo a notícia e as fotos falsas da reforma do triplex foram apagadas. (Sim, a mesma Globo que diz que vai investigar as fakenews. Temos prints.)

Que momento mágico estamos vivendo. Aos amigos “isentões” bem intencionados que já perceberam que foram enganados: Reconheça que percebeu. Salve sua biografia. Não espere seu filho aprender na escola sobre o golpe de 2016 e vir te cobrar sua posição.

Você vai assumir que era “isentão”? Ou vai assumir o discurso dos que negam a ditadura até hoje? “No tempo de Temer não era tão ruim assim. Nem todas as lojas fecharam. A greve dos caminhoneiros não afetou nada. A gasolina não aumentou tanto assim. Bem, eu via televisão e a gente tinha um sentimento de paz, de que estava tudo bem.”

Maria Goretti Nagime
No Bem Blogado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.