25 de jul de 2018

PSL - Partido de Bolsonaro é o mais fiel a Temer

PSL foi o que mais se alinhou às pautas do atual governo Temer em 107 votações realizadas no primeiro semestre de 2018 na Câmara, de acordo com estudo da Arko Advice


Na convenção do PSL que oficializou a sua candidatura à presidência, no último domingo (22), Jair Bolsonaro atirou para todos os lados, com críticas ao seu adversário eleitoral, Geraldo Alckmin, mas também contra os governos de Dilma Rousseff e de Michel Temer.

Contudo, apesar dos ataques, o partido de Bolsonaro - o PSL - foi o que mais se alinhou às pautas do atual governo Temer em 107 votações realizadas no primeiro semestre de 2018 na Câmara. É o que aponta um levantamento da consultoria política Arko Advice, que mostrou 67,73% de fidelidade dos deputados do PSL às pautas do governo. Esse índice supera até mesmo o partido de Temer, o MDB, que tem fidelidade de 64,34%, sendo seguido por PSDB (63,05%), PPS (63,03%) e PP (58,26%).

fidelidade_partidária

Fidelidade cada vez menor

Vale destacar que a média de apoio aos projetos de interesse do governo na
Câmara em julho atingiu seu menor índice desde que Temer assumiu a presidência, em maio de 2016, de acordo com o levantamento. O apoio foi de 41,84%, número decorrente da análise de 21 votações entre os dias 1º e 18 de julho, quando os parlamentares entraram em recesso. Das 21 votações analisadas, o governo foi derrotado em uma, durante a análise da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) sobre o reajuste salarial e a contratação de funcionários públicos em 2019.

Assim, julho fechou um semestre marcado também pelo menor índice de apoio de Temer desde que ele assumiu, de 57,27%. Os índices são decrescentes
desde 2016. "Vale ressaltar que no primeiro semestre de 2018 foram analisadas apenas as votações de meados de maio, junho e julho. Antes disso, a presidente era Dilma Rousseff", destaca a Arko.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.