17 de jul de 2018

Operação “Mata o Morto” segue na Globo, que escracha Aécio


Como é preciso “legitimar”o ilegítimo afastamento de Lula da disputa eleitoral, a Globo segue imolando seus cordeiros no altar do Jornal Nacional.

Os cordeiros, claro, que já estão mortos e sem serventia.


Ontem, quatro minutos de Jornal Nacional com as falcatruas, sabidas há anos, do ex-governador na construção da Cidade Administrativa, denunciadas e redenunciadas em delações premiadas.

Desta vez, um repasse de R$ 7,6 milhões – é fichinha perto do que rendeu a obra – pagos através de duas construtoras mineiras.

Ainda assim, algo de deixar o triplex do Guarujá na conta dos trocados. E, diferentemente do que se fez com Lula, há provas do pagamento dos valores.

A “novidade”, porém, fica para o final da reportagem. O caso, segundo a nova orientação do STF, seguiu para a Justiça mineira.

Um dos poucos lugares onde Aécio ainda manda e desmanda.

Assim, faz-se a propaganda da “imparcialidade” e, assim que possível, manda-se tudo para o arquivo.

Se for possível.

Do contrário, como disse o próprio Aécio, o ex-governador mineiro é “um que a gente mata ele antes de fazer delação”.

Frase que, aliás, não é convicção, mas gravação. E que deu em nada.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.